sábado, 6 de dezembro de 2008

PARA CALVIN

Depois que o Calvin me abortou para o mundo – e fez isso de uma maneira muito especial – fiquei até bem feliz. Ele me deixou de herança um blog.
Olha, que legal! Para estar de volta ao mundo só precisei de três coisas: um domínio (de cunho bem pessoal), um título para o meu espaço cibernético e uma senha.
Estar outra vez no mundo com uma simples senha foi fantástico, algo assim como uma lâmpada mágica moderna.
Só podia ser presente de Calvin mesmo...
Agora é só acertar os Ponteiros e as Ponteiras e começar!

Um comentário:

Calvin e Seus Diálogos disse...

Ás vezes são necessários rompimentos bruscos. Términos suaves ou remendos, acabam por nos dar a falsa ilusão de que tudo mudou, quando na verdade, estamos no mesmo lugar - e pior -, com as mesmas pessoas.
A herança que você carrega dentro de si, tem que ser aquela colhida das sementes que você mesma plantou. Não tem como ser diferente. A expectativa em receber - ou a surpresa pelo recebido - pode fazer com que deixemos de arregaçar as mangas e não sejamos os protagonistas de nossas próprias vidas.
Se tivesse o poder de te desejar algo, te desejaria um olhar para o alto. Não busque nada além disso! Deixe que teus pés te levem sem que você precise se preocupar com o chão em que pisa.
Sucesso!
Que os acertos possam te levar ao encontro da harmonia consigo mesma.